quarta-feira, 30 de dezembro de 2020

Meu primeiro panetone

Oi!

Estive sumida por causa do trabalho (teletrabalho me sugou) e, também, porque tive COVID-19. 

Fiquei um mês com intensa dor no pescoço, dor de cabeça e cansaço, mas só descobri que era COVID-19 quando na véspera de Natal perdi o olfato e paladar.  Pelo sintomas iniciais, achei que fosse estresse, até mesmo porque o exame sorológico deu resultado negativo. Sim, o exame sorológico não é o ideal, mas foi o plano de saúde que mandou eu fazer e, na verdade, estava meio apagada pela doença que nem pensei direito. Só aceitei o que foi pedido, e dia seguinte vi o resultado. 

Sorte das pessoas é que estou evitando aglomeração. Então, imagino que não devo ter espalhado tanto o novo coronavírus por aí. 

De qualquer forma, como continuo com tratamento para ansiedade tenho evitado telejornais e outros locais de aglomeração virtual, onde pode se estar sujeita a 'spams de mensagens', fake news, e agressividades de todos os gêneros. 

Mas não fiquei incomodada com a demora, lentidão para o nosso país adquirir uma vacina... penso que como é algo tão 'novo' deixa os outros experimentarem e contarem para nós se o resultado realmente faz jus a fama. Nem sempre ser o último da fila é a pior coisa do mundo. 

Retornando o ânimo, consegui fazer uma receita de Panetone que vi na internet. Olhei várias receitas (Tudo Gostoso, Comidinhas do Chef e Panelinha), mas optei pelo Panelinha porque achei a proporção mais apropriada para quem mora sozinha. Às vezes, acerto de primeira, muitas vezes não. 😑😁

Eu sou do tipo "quem não arrisca, não petisca" e "se comeu e morreu, a culpa é toda sua", então eu nunca sigo a receita direitinho, entendeu?!


Eu não estava 100%, e ao pegar os ingredientes não diferenciei a farinha de trigo integral e farinha de aveia. Logo, a esponja que deveria ter sido feita com farinha de trigo foi feita com aveia. Meus olhos também estavam cansados, ardendo. 

Troquei o vinho por suco de uva de forma intencional, porque não estou bebendo álcool.  Também foi alterado o açúcar por adoçante, por causa do índice glicêmico. Não é fácil encontrar gotas de chocolate ZERO AÇÚCAR para comprar, por isso só usei uvas passas.

A receita é boa, mas achei que ficou com forte sabor cítrico. Numa próxima, vou colocar o sumo de  uma laranja ao invés de raspas de uma laranja. Vai entrar no lugar do leite. E mais sabor de baunilha. 

Pensei em colocar na forma de panetone (aquela de papel pardo), mas acabo comendo papel junto com o panetone (depois que comprei um pacote com 10 formas é que pensei nisso😑😁), então fiz na forma de pão (aquelas de alumínio) mesmo. 

Existe aquelas receitas com fermentação natural, sem adicionar fermento biológico. Achei interessante, mas quis chegar aos poucos nessa receita. Eu gosto de comparar e fiz isso com o: panetone caseiro X um industrializado (Panettone Nestlé Classic Zero Açúcar - com gotas de chocolate). O caseiro não se distanciou tanto na qualidade de sabor. Sovar é uma boa ideia para liberar a raiva reprimida, em tempos de pandemia isso é importante 😑😁. 

Por ser integral, não tem aquela "cor amarelinha" da gema de ovo.
Talvez adicionar outras farinhas melhore,
mas também penso que meu panetone personalizado
não tem obrigação de ser igual ao industrializado. 


Vou alterar essa receita para ficar para uma segunda versão 'menos cítrica' e depois compartilho.

Desejo paz, amor, saúde e forças para continuar nossa jornada nesse 2021! Tenha fé, dias melhores virão!

Com carinho,

Carla

Nenhum comentário:

Postar um comentário