quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

Sustentabilidade, COP 25 e Greta

Olá,

Faz um bom tempo que gostaria de mostrar como tento praticar ações sustentáveis no dia a dia.

Já mostrei em uma postagem anterior uma esponja ecológica da Bombril.

Mas um dia estive pensando que por causa das propagandas ficamos presos a alguns produtos. Na vida urbana, me acostumei ao uso da esponja sintética - maioria de cores verde e amarela - com lado menor (mais abrasivo) e maior (menos abrasivo). 


Esponja multi uso, imagem do site Scotch-Brite.

Lembrei que quando ia na casa dos meus avós no interior (roça), eles cultivavam, colhiam e usavam bucha vegetal para lavar vasilhas. 

Então, comprei um pedaço dessa bucha vegetal e comecei a lavar vasilhas em casa. Após um certo número de dias - ai! desculpa! não consegui precisar os dias por causa do cansaço 😕 -, coloquei no microondas por 30 segundos para higienizar... e deu certo. Fiquei surpresa. Mas Dr Bactéria recomenda mais tempo, leia aqui

A bucha vegetal nova - planta originária do "Velho Mundo" - é dura,  mas deixando um pouco em água morna ela vai amolecendo. 

Para sujeiras que precisam de mais força, uso lã de aço inox - que não enferruja e dura muito tempo. Mas tem um site - POSITIV.A - que recomenda e vende uma bucha para limpeza pesada feito a partir de rede de pesca. Ainda não tive oportunidade de usar. 

Essa bucha arrumada eu comprei para tirar a foto,
porque eu uso aquela que compra em pedaço in natura. 

Composição do pano: 100% algodão. O algodão foi clareado quimicamente, 
mas não achei outra opção sustentável no mercado. 

Trocando o velho pelo novinho! 😂

Pano de algodão super imundo que joguei fora e troquei por um panosponja de celulose da 
marca SpontexÉ absorvente, mas não dobrável.

Outro hábito que tinha era comprar esses panos descartáveis, entre eles o famoso PERFEX, para uso na cozinha. Mas muitos desses "paninhos" contém poliésteres que aumentam a durabilidade do produto, mas demora muito para se decompor caso sejam descartados no ambiente. 


Pano Perfex. Imagem da Ypê.

Fui ao mercado e achei melhor comprar pano 100% algodão e virgem (nunca usado), porque cumpri a função de limpar e secar, é 100% algodão - melhor para o ambiente - e super barato. Uso até ficar encardido e jogo fora diminuindo o impacto ambiental das minhas ações. 
-----
23/12/2019
Mudei de ideia e atitude. Fervi o pano para desinfetar, mas não consegui clarear. 
Vai dar para usar mais um pouco na cozinha.



--------
Eu li... vi... escutei... muitos comentários sobre a COP 25 - 25ª Conferência do Clima das Nações Unidas (ONU) - que aconteceu na Espanha durante esse ano. 

Acho legal o empenho da Greta Thunberg em alertar a população mundial sobre os impactos ambientais. A iniciativa e protagonismo tão jovem é muito inspirador. Ela está de parabéns. 

Só achei que as queimadas que aconteceram na Amazônia ficaram taxadas como as vilãs da intensificação do efeito estufa no planeta Terra. Impacto ambiental se reduziu a problemas na Amazônia. Usaram isso para não discutir sobre uso abusivo de combustíveis fósseis e o aumento de gases poluentes liberados na atmosfera. 

É, o Jair Bolsonaro não é muito polido nas falas. Mas a popularidade da Greta e os governantes evitando relacionar combustíveis fósseis com poluição deve ter incomodado muito.

Depois que começaram os comentários de que o Leonardo DiCaprio é ambientalista, eu fico bisbilhotando ele na internet, mas a maioria das coisas é babado de celebridade - chatice, mas estou sabendo que o príncipe gatinho vai casar - e "não como substituir um produto por outro mais sustentável"...  ainda não aprendi nada com ele, mas eu o cito para romper a ideia que reciclagem é o trabalho árduo de catadores de papeis que o fazem por subsistência.  

Artesanato também é uma boa ideia para reutilizar um determinado material e/ou confeccionar algo mais personalizado.  

Reutilizando agendas e cadernos usados: retirei as páginas usadas e
usei fitas de cetim para fazer a capa - aprendi no Youtube. Mas os marcadores
foi ideia minha.


Em lojas especializadas para artesanato existem fibras recicladas 
para enchimento de Amigurumis (bonecos, bichos e plantas 
feitos de crochê com técnica japonesa) e enfeites de feltro.  
Finalizando a Mari - minha aluna com TA - em versão Amigurumi. 
Queria  dar um livro, mas quando vi o preço 😱, desisti e fui fazer 
um Amigurumi. 😂 Ela amou.
Reutilizo caixas pequenas usando papel de presente (parte externa)
e papel carmuça (parte interna). Dependendo da qualidade da caixa
(geralmente utilizo caixa de sapatos/tênis), dá para aplicar um verniz
incolor na parte externa - fica bonito e ajuda a conservar mais. As caixas de tênis
famosos costumam ser as melhores para reutilizar.
Aprendi um pouco de crochê na infância,
mas com falta de prática fui esquecendo.
Mas relembrei assistindo o canal
Two Bee. Recomendo! Coloquei retalhos, porque não
tinha fibra de enchimento na hora... tudo torto. 😂

Tchau,

Carla