domingo, 18 de agosto de 2019

Intercâmbio do meu irmão em Portugal

Olá,


Depois que eu fui diagnosticada no TEA (Transtorno do Espectro Autista), mais uma pessoa da minha família também recebeu o laudo: meu sobrinho (6 anos e no TEA/TDAH).

Têm outros com suspeitas... meu irmão caçula. Teve uma vez que o caçula - ele se chama Bruno - estava sem conversar em casa e meus pais começaram a reclamar muito comigo. Conversei com eles para terem mais paciência com ele, pois a diferença de idade podia estar interferindo. Sabe como é, né? Um aborrecente e dois velhos enjoados num mesmo ambiente! 👦👴👵 Só pensei e eu não falei isso. 😀

Eu não tive oportunidade de residir em outro país, mesmo por pouco tempo, mas incentivei o meu irmão caçula a fazer isso desde que ele entrou na universidade. Talvez ele conseguiria se abrir um pouco mais. Ele não aceita ir ao psiquiatra ou psicólogo... talvez por essas características ainda não terem gerado ainda graves problemas sociais a ele.

Através da faculdade, ele conseguiu uma vaga de mobilidade acadêmica – intercâmbio – para a Universidade de Coimbra, em Portugal (universidade mais antiga do mundo). Por causa do acordo entre as duas universidades, ele não pagaria os custos das disciplinas que iria fazer, mas o resto – passagens ida e volta; passaporte; moradia; alimentação e outros – deveria ser custeada por ele. 

Como ele admira o Eduardo Bolsonaro, eu questionei várias vezes se a escolha do país estava relacionado a isso - na verdade, eu o incentivei estudar no Canadá -, mas ele jurou que foi por causa da nota da prova de seleção que ele fez. 😑😕Mas ainda fiquei desconfiada. 

Eu: "Então, foi por causa do Harry Potter?"
Ele: "Já te falei que não foi por causa de nenhum dos dois. Foi por causa da nota." 

Por causa disso, eu comecei a falar "ora pois" toda vez que conversava com ele.

É, eu incentivei... agora tenho que ajudar... lá se foi a minha viagem de janeiro... fiquei novembro-dezembro/2018 a janeiro/2019 só por conta disso. Achei que a Universidade de Coimbra e o Consulado seriam ágeis na liberação de documentos... oh vida!... mais um lugar no planeta repleto de burocracias. Isso me deixou muito ansiosa e com dores pelo corpo! E estava rolando ENEM 2018 e SISU 2019... argh... 😟 Ora pois. 

As aulas do 1º semestre iniciariam em 4 de fevereiro, mas conseguimos colocar ele no voo – direto para Porto - somente dia 1... de fevereiro, né?!. Eu escolhi Porto por ser mais próximo de Coimbra, isso facilitaria o translado para quem não conhecia Portugal. Ora pois.

Por segurança, antes da viagem dei um Lonely Planet Portugal, é um livro com muitas informações e mapas - inclusive turísticos - sobre o país. Conseguimos um quarto numa república de estudantes, porque não havia vagas no alojamento da universidade. Aliás, a própria universidade indica o site UNIPLACES para achar uma vaga de moradia. Ora pois.

Ele gostou muito de Portugal – conseguiu passear em Coimbra, Lisboa e outras cidades. Existem muitos museus e belíssimas igrejas. Além de obras em homenagem ao período do reinado, inclusive com um rei/imperador em comum conosco: Dom Pedro I. 👑Ora pois.

Aliás, tem outro rei que é muito famoso por aqueles lados... Roberto Carlos!!!! 👑🎵 A gente também exporta monarquia!

Capela de São Miguel no Paço das Escolas. Coimbra, Portugal.
Biblioteca Joanina. Coimbra, Portugal.
Como estava frio, ele quis comprar um aquecedor de cama...
boa ideia. Melhor que ter um monte de cobertas
em cima do corpo. 

A escritora J. K. Rowling foi professora de Inglês em Porto, uma das cidades – junto com Coimbra – que iniciaram o uso daqueles uniformes que serviram de inspiração para os trajes colegiais de Hogwarts – escola de bruxos – da série Harry Potter. O uniforme ainda é tradição - não obrigatório -nas universidades – Porto e Coimbra –, mas diferente de antigamente ninguém é preso por não usar o traje. Ora pois. 

Por tradição, alguns alunos fazem apresentação de fargo - música portuguesa - nas ruas:


Muitos empolgam e bailam! 💃

Assim que chegou, entrou em contato com a APEBCoimbra – Associação de Estudantes e Pesquisadores Brasileiros em Coimbra – e fez um tour com eles pelo campus. Achei a ideia incrível, é uma forma de ajudar uns aos outros e eles promovem outros eventos, como tour em bares para encher a cara na cerveja... 🍺! 

Por causa do acordo de mobilidade acadêmica, ele teve direito a cursar algumas disciplinas que ele achasse interessante e optou por duas de inglês com um professor irlandês. Durante os cursos, Bruno teve de apresentar um trabalho e escolheu o tema Escola Austríaca de Economia. Entendeu a minha desconfiança?  Ora pois.

Para economizar, ele optou por almoçar e jantar sempre no campus, até onde sei ele não tem restrição alimentar, mas me avisou que o restaurante universitário oferecia opção de jantar tradicional, vegetariano ou lanche. Ora pois.

Almoço e jantar no restaurante da Universidade de Coimbra,
Coimbra, Portugal.

Dom Afonso Henrique, primeiro rei de Portugal.
A vestimenta lembro o Cavaleiro Templário que
aparece em um dos filmes do Indiana Jones. 

Só achei que ele demorou para tirar o NIF – documento que possibilita você abrir uma conta bancária no Santander como estudante universitário – na Finanças Públicas (Avenida Fernão de Magalhães - portando o passaporte e documentos que comprovem que é estudante em Portugal). Após isso, eu pude fazer transferência de dinheiro pelo TRANSFERWISE. Aliás, quem recomendou foi a Bruna Mansur, ora pois:


Quando chegou em Coimbra, ele ligou para casa avisando que tinha chegado e estava bem. Inclusive, foi pelo telefone do senhorio – proprietário da casa/república -. E só.. não ligou mais avisando como estava. 

Passou uns 45 dias, recebi uma mensagem gigantesca avisando que “o meu irmão não queria se comunicar mais em casa e se eu tinha notícias dele. Se ele foi para outro país, foi com incentivo meu!” Ora pois!!!

O quê? Como assim? Conversei com ele e expliquei a importância de se enviar fotos e alguns relatos para os familiares, principalmente pais. Deu uma melhorada. Ora pois.

👼👼👼👼👼👼

Castelo de Guimarães, Portugal.

Assim que as aulas das disciplinas de inglês acabaram, o Bruno quis retornar para casa... acho que bateu aquela saudade... eu insisti que ficasse até 15 de julho para aproveitar mais, já que gostou muito do país, mas não adiantou. Tivemos que antecipar o retorno de julho para 14 de junho. Na verdade, fiquei preocupada... achei ele um pouco aflito. Ora pois. 😕

Antes do embarque, fechou a conta universitária no Santander e se hospedou em um albergue em Lisboa para aguardar pelo dia do voo. Como ele iria passar por Lisboa, pedi que fizesse uma compra para mim, mas o pestinha se recusou falando que a mala já estava cheia. Peste! Mas trouxe uma revista sobre Maravilhas do Mundo (National Geographic) e um chaveiro das Cruzadas de presente para mim. Ora pois, PESTE!

Atualmente, acho que cortaram o Programa Ciência Sem Fronteira que concedia bolsas - ajuda financeira em passagens aéreas, moradia e alimentação - para quem conseguisse vaga para mobilidade acadêmica em universidades estrangeiras. Mas até onde eu saiba, não havia critério nenhum, além das notas, para distinguir quem realmente necessitava - financeiramente - da verba. 

Nossa! Ficou caro e meu limite do cartão de crédito foi para o espaço. Meus pais não mexem com cartão de crédito, então sobrou tudo para eu fazer. Mas o que eu não faço pela minha pestinha?
Bruno, meu irmão caçula - ora pois -, em Portugal 2019.
Tem ilhas que pertencem a Portugal e, inclusive em uma delas, o carnaval dizem que é bem animado: Ilha da Madeira. O jogador Cristiano Ronaldo veio de uma delas:

Ora pois!!!!!

Desejo que possam ter esse tipo de experiência ou possam ajudar alguém amigo a ter. 

Tchau,

Carla

2 comentários:

  1. Gostei do seu post, seu site é muito bom mesmo, estou toda semana visitando e lendo seus artigos.

    Parabéns!

    Meu Blog: Blog Rio Cap

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Taynara Mello! Muito obrigada pela visita e volte sempre, ora pois. :-)

      Excluir