sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Cotas das universidades federais

Olá,

Eu gosto de ter as coisas confirmadas pessoalmente por mim... sempre fui assim.

Existem padrões por aí. Muitos padrões.

E em um padrão que participei as coisas não seguirem bem o "padrão". 

Eu gosto de padronizar, rotular, investigar... uma suspeita vai levando a outra.

Como ainda tenho caráter, ainda não feri as regras do jogo. Vamos lá!

Desde que houve a implantação das cotas, aconteceram muitas críticas. Achava os comentários um pouco injustos, pois já tinha lido o edital e deixava explicito o tipo de alunos que o governo - que se importava com o POVO - almejava atingir.

A partir do 2º semestre de 2018 - início das campanhas eleitorais para presidente/governadores - e início de 2019 - nova presidência com Jair Bolsonaro -, nunca aconteceram tantos indeferimentos para matrículas para os chamados negros (pardos) e deficientes. 

  • Em 2018, a permanência de indeferimento nos recursos (matrículas) alcançou 40 pessoas - 18 pessoas no semestre e 22 no .
  • Em 2019, a permanência de indeferimento nos recursos (matrículas) alcançou 268 pessoas somente no semestre - desanimei para somar os outros recursos indeferidos. (Veja aqui)

Podem conferir o site da UFMG-SISU

Isso é guerra política! Estão usando os cotistas para dizer que agora o crivo é mais preciso nas cotas, que estão obedecendo aos padrões do IBGE. Mas não acontece nem um diálogo com os estudantes. Como era barganha política, não havia comissão para averiguar antes.

A responsável pelo treinamento dos professores, servidores e estudantes da UFMG que participam dessas bancas é a professora Shirley Aparecida de Miranda.


E fui em uma dessas bancas que eu fui barrada. Eles alegam estarem sendo mais severos, mas não tem lógica. 

A UFMG e USP não estão aceitando os cotistas, só quem eles querem.  

Estou boquiaberta. A galera da "esquerda" está em guerra contra mim? 

E a doutora alega que: "a cada edição do processo gera efeito educativo para as seguintes". 

Muitos estão entrando com mandado de segurança que deverá ser julgado por um juiz... sabendo como eles são elitista... e formaram com dinheiro público. 

Estou lendo o "O príncipe" de Nicolau Maquiavel para aprender a lidar com esse povo. Estou começando a achar que as universidades federais nunca gostaram de mim. 😢 

Carla

Nenhum comentário:

Postar um comentário