quinta-feira, 1 de agosto de 2019

Comissão Racial

Olá,

Ainda estou impactada com a Comissão Racial da UFMG...

Eu não fui considerada negra (parda) por eles. Sempre acreditei que por causa da cor visível na pele eu fosse parda.

Mas parece que negros são aqueles que tem características fenotípicas de afrodescendentes (o nariz, cabelo, etc).

Tentei alegar que havia estudado desde a infância na escola pública, mas eles nem olham histórico escolar ... não serve nem como critério de desempate.

Vi vários relatos de que as cotas não eram devidamente preenchidas e sobram inúmeras vagas por falta de interesse da parcela beneficiada.

Mas não é bem isso o que está acontecendo...

Olha só isso:


As vagas que não possuem candidatos afros são encaminhadas para lista de espera de "ampla concorrência". 

Eles almejam alunos de colégios federais, militares e particulares.  As cotas distribuídas são só fachada, por isso recebem atenção até de programas televisivos.

Eu fui indeferida duas vezes por comissões completamente diferentes... 

Branca? 

🤯🤯🤯🤯🤯🤯🤯🤯🤯🤯🤯🤯🤯🤯🤯

Nenhum comentário:

Postar um comentário