quinta-feira, 11 de julho de 2019

Altas Habilidades e Superdotação

Olá,

Aos poucos, modifiquei o blog com marcadores e, um deles, gerou incômodo: “Altas Habilidades/Superdotação”. A ideia é compartilhar e “dar moral” para aqueles que, como eu, tem uma ou habilidades – às vezes, acompanhado com algum transtorno/síndrome – e não foram “devidamente assessorados”.

E o “devidamente assessorados” me deu problema. As boas mamães de família e suas respectivas ninhadas ficaram magoadas comigo. E eu não tiro a razão deles.

Essas "corujas 🦉♥️" se empenharam com louvor para o futuro promissor de seus filhinhos. Foram capazes de embutir, desde a tenra infância, o espírito competitivo e voraz de um típico aluno disciplinado e nota 1000! Elas merecem muitos aplausos, porque seus filhos nunca foram motivo de reclamações, muito pelo contrário, somente de elogios e em qualquer recinto, inclusive o escolar.

Mas não são todos que tem a sorte de nascerem em famílias esclarecidas e estruturadas – emocional e financeiramente – é para essa minoria que eu tenho me dedicado. Essa também é uma parte da minha história... não temos sobrenomes estrangeiros, árvore genealógica e, muitos menos, somos descendentes de pessoas importantes. 

E “eles” são tão minoria, que seu eu tiver um lendo o blog é muito. 

Não somos alunos fáceis de adaptar e passar em um concurso disputado em primeira ou última colocação nunca foi uma realidade comum entre nós.

Convivemos com a exclusão até em locais que prometem incluir.

Tchau,

Carla

Nenhum comentário:

Postar um comentário