terça-feira, 18 de setembro de 2018

Altas Habilidade e gênios das Exatas

Olá,

Estou muito estressada com o ENEM e em processo de autodescoberta por causa das Altas Habilidades

Ainda estou aprendendo a lidar com o meu jeito para evitar ou diminuir crises: enxaquecas, vômitos, insônia, ansiedade, dores de ouvido e depressão. Na minha opinião, o mundo é muito caótico, barulhento e injusto. Isso tudo me incomoda muito.    

Mas o pior de tudo tem sido lidar com o preconceito. As pessoas associam Altas Habilidades com aquele jeito autista do Einstein e acham que somos gênios da Física ou Matemática e que estamos "dando bobeira" por não estar atuando na NASA. Detalhe: eu detesto Física. 😖

Graça ou desgraça, ser portadora de Altas Habilidades me traz algumas facilidades e muitas preocupações. Então, decidi que usaria isso para ajudar as pessoas ao meu redor. 

No meu trabalho, eu ajudo muito a coordenadora a encontrar tratamentos médicos e psicológicos para pessoas de baixa renda, pois a família de muitos dos meus alunos não possuem condições de pagar um medicamento ou terapia por longos períodos. A intenção não é rotular, mas auxiliar. 

Não perguntamos a religião, partido político, sexualidade ou time de futebol que a família gosta para decidi sobre uma possível ajuda. Aprendi desde pequena que antes de dormir devia fazer orações para todas as crianças do mundo, até para a chata que me chamava de girafa no recreio. No trabalho é a mesma coisa: evitamos preconceito. Mas professores não são perfeitos, ok!

Desejo que você possa fazer boas mudanças ao seu redor. 

Tchau,

Carla

Nenhum comentário:

Postar um comentário