sexta-feira, 13 de julho de 2018

Educação para os que não sabem

Olá,

Só porque eu tenho uma facilidade em aprender algo, não significa que sou perfeita em tudo que faço ou que tenha habilidade em todas as áreas de conhecimento ou que não precise de ajuda.

Por exemplo, eu só aprendi a ler e escrever porque fui alfabetizada por alguém. Mesmo assim, cometo muitos erros e não me lembro das regras de acentuação e crase. Quando criança era apaixonada por dominó, achava lindo as diferentes quantidades de bolinhas pintadas em um retângulo preto, amava fazer combinação deles. 

Ou seja, mesmo com facilidades eu preciso de muita ajuda.

Estive pensando em um povo que se tornar referência para os outros, levando em consideração que ninguém nasce sabendo algo. Por que essas pessoas não cometem tanto crimes quanto nós? Por que eles são mais comportados do que nós? Por que os filhos deles são menos vítimas de abusos que os nossos? Por que a saúde lá é melhor que a nossa? Por que a segurança lá é mais eficaz que a nossa?

Muitos países se formaram pela união, não muito igual, de vários povos. Como eles conseguiram equilibrar as enormes diferenças para conseguir um progresso?

A solução é a EDUCAÇÃO. Para cortar maus comportamentos, preconceitos e ignorância; a educação é eficaz. De acordo com Aristóteles, a educação tem raízes amargas, mas seus frutos são doces. Isto é, seus doces frutos são duradouros e perpetuam por toda a comunidade.

E se for necessário para a população, caberá ao governo fomentar dentro das escolas campanhas de vacinação, higiene, bons modos, culinária, educação doméstica, educação financeira, sustentabilidade, humanismo, prevenção ao abuso sexual, exames oftalmológico, controle de peso, e outros. 

Educação não é só saber ler e escrever!

Eu estudei em Universidade Pública e convivi com colegas que vieram de colégios particulares de referência, bairros nobres e com famílias. Isto não significava que eles tinham bons modos, sensibilidade ou respeito com o próximo. A maioria era bem egoísta e mal educada. Só eram mais privilegiados e se vestiam com mais classe. Se eu contar o que já vivenciei dentro de república vai dar um filme de terror da sexta feira 13 com muito sangue, gritos e rock!

Aprendi uma série de comportamentos porque alguém me ensinou. Nem tudo foi possível adquirir dentro da minha casa, com a minha família. Não sou um robô, e só aprendo vendo e praticando. E o que torna isso possível é a educação.  

Tchau,

Carla

Nenhum comentário:

Postar um comentário