domingo, 1 de julho de 2018

Dicas contra o tédio

Olá,

Eu gostava muito das férias de dezembro e janeiro, porque cantava músicas da época (natalinas) e brincava muito de jogos de tabuleiro, principalmente ludo. Como era distraída, fazia meu ludo rodar o tabuleiro inúmeras vezes até lembrar que ele precisava entrar na parte central. 

Por causa do frio e por não viajar, as férias de julho eram meio chatas. No meu bairro, ninguém gostava de brincar de dama, ludo ou baralho. A lembrança boa eram as comidas dessa época, sempre tinha canjica, pipoca e amendoim. 

Então, nas épocas de frio sempre ficava doente e com muita febre. Hoje tenho a percepção que as características especiais não forem trabalhadas, sofremos de tédio. A ida ao médico servia para escutar sempre a mesma coisa: muitas gotas de dipirona por dia.

Mas tem tratamento para o tédio - pode ser usado por qualquer um, mas eu foco nas pessoas "poderes especiais" (PNE= Portadores de Necessidades Especiais - linguagem usada com crianças):

CINEMATERAPIA - pode ir sozinho ou acompanhado ao cinema: ajuda a distrair a cabeça. Dependendo você até aprende um pouco. Youtube e Netflix possuem diversos filmes a disposição. Para quem está mais triste (terminou com namorado, brigou em casa, etc), recomendo começar com filmes com muito humor (vale até os antigos):

a) Auto da Compadecida (clássico nacional)
b) Os deuses devem estar loucos (clássico gringo)
c) As branquelas
i) Tô Ryca 
j) Shrek 
k) Todo mundo odeia o Chris ... são muitos filmes... para morrer de rir.

BIBLIOTERAPIA - também gosto. Alguns livros inspiram filmes e aí você pode combinar leitura com cinema. Pode ser que algum filme seja uma adaptação da obra literária e não necessariamente vai te agradar. Novamente: se estiver muito triste recomendo começar com muito humor ou auto ajuda:

a) A série Vagalume - pelo menos 1 livro, né?!
c) Os livros de Augusto Cury
e) Os livros de Luís Fernando Veríssimo
f) As tirinhas da genial Mafalda
h) Harry Potter ... a cada dia lançam mais e mais livros... gostaria de ter mais tempo para ler...

YOUTUBETERAPIA - Você pode montar um canal ou blog! Mas se não tiver animado, tem vários na internet que ensinam artesanato, moda, maquiagem ou curiosidades. Também não tenho tanto tempo para diversão, mas nas férias, eu assisto também Instagram ou Facebook. Vai alguns que gostei:

Aulas de crochê - São vários canais. Aprendi um pouco, mas falta tempo. 


Maquiagem com Bruna Tavares (Recomendo também a Lu Ferraes, Alice Salazar, Camila Coelho, Boca RosaCamila Nunes e Bruna Malheiros)


Manual do Mundo 



Nerdologia


Culinária com Rita Lobo (adoro o programa dela)



TED (tem alguns vídeos com legendas em português)




CURSOTERAPIA - Às vezes, aprender algo ajuda a ocupar o tempo. Sobre a escolha do curso fica a seu critério. Não significa que você vai trabalhar nesse área, mas as atividades dos cursos ajudam a nos conhecer mais, além de exercitar o cérebro.

GRUPO TERAPIA - Às vezes, podemos nos sentir sozinhos quando não estamos próximos de pessoas com as mesmas afinidades. Entrar em uma tribo de: Superdotados, Celíacos, Donas de Casa, Forró, Filosofia, Fotografia Amadora, Astronomia, Cinemófilos, fãs do Walking Dead, Cervejeiros, Skatistas, X BOX, Xadrez, etc, ajuda a fazer mais amizades com pessoas que tem gosto semelhante. Vale até grupo da sua religião. É bom conversar sobre coisas que gostamos! Dá uma olhada na internet, às vezes tem grupos de discussão virtual que promovem encontros. Internet tem de tudo, até Le Parkour para mulheres:


Aff! Até hoje eu não entrei na Mensa Brasil. Quando eu consigo uma data, a cidade fica sem gasolina (lembra da greve dos caminhoneiros?).

Se tiver um tempo gaste muita energia!

Ainda sou encantada com jogos de tabuleiro, só não sou muito fera no Xadrez!

Tchau,

Carla

Nenhum comentário:

Postar um comentário