sábado, 7 de abril de 2018

Lula e Dilma Roussef

Olá,

Fiquei o dia inteiro apreensiva e ansiosa pelo que está acontecendo no Brasil. Desejo muito sucesso para nosso país.

Ano passado, eu estudei um pouco de História através de um livro de Ensino Médio. Para não ficar tão entendiada, assisti uns documentários também.

São tantos representantes que não agradaram a ninguém. Que passa a impressão que o Brasil não tem jeito ou futuro. 

Dom Pedro I, o Libertador, teve de ser retirar, porque as lideranças ruralistas alegavam que não conseguiam lidar com ele, pois ele só auxiliava os portugueses.

Dom Pedro II, o Magnânimo, ficou como herdeiro já que seu pai (D. Pedro I) voltou para Portugal e sua mãe (Dona Maria Leopoldina) havia falecido quando ele tinha um ano de idade. Eu fui lendo a respeito e pelo relatos ele pareceu um portador de Altas Habilidades. (superdotado): habilidade com línguas, compromisso com as coisas, a paixão pelas Artes, viagens e novidades. Fui à Petrópolis para saber mais dele. Só algumas coisas não condizem com comportamento de AH e, uma delas, é tantas pessoas que alegavam serem amigos íntimos dele. Argh! Isso é muito complicado. Argh! 😟Vi algumas aquisições que ele adquiriu em suas viagens (Museu Nacional/UFRJ) e ele conseguiu o unir o útil (divulgar o Brasil como um país sério) ao agradável (eu também amo novidades!). Aos poucos foi treinando a Princesa Isabel para ser a futura rainha, já que a velhice e a morte um dia chegam. Pelo resultado da história, nem ela ou seu marido (Conde d'EU) agradaram a elite  ruralista brasileira. E, em 15 de novembro de 1889, foi declarada a república. Eu tenho algumas suposições sobre o que aconteceu durante o "Golpe", mas uma coisa eu posso te garantir: ele acreditava piamente no progresso da pátria querida. 

Anos depois, veio o político João Goulart que foi deposto pelo Golpe de 1964 pelos militares.

Agora, primeiro foi a Dilma Roussef e depois o Lula pelos BBB (Bancada do Boi - Ruralistas, Bancada da Bala - Militares e Bancada da Bíblia - maioria Evangélicos). Diante de tanta gente derrubada por golpes, fica difícil acreditar na imprensa, pois foi a mesma que a alegou que Dom Pedro I espancava a esposa todo dia, os comunistas comiam crianças e não tinham fé em Deus, e que Dom Pedro II arruinou o Brasil com a Guerra do Paraguai. 

Admiro eles por lutarem até o fim pelo que acreditam. O Fernando Collor não deu conta nem do impeachment, saiu rapidinho e ficou um bom tempo sumido no Nordeste. 

Mas desejo, com muita fé, que você seja mais participativa. Às vezes, as pessoas só precisam de uma sugestão. Somos uma nação não podemos ser inimigos. 

Que tal o E Cidadania

Tudo de bom a todos,

Carla

Nenhum comentário:

Postar um comentário