quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Petrópolis, cidade imperial

Olá,

Eu escutava algumas coisas a respeito da família imperial na infância. Tinha uma amiga que dizia que as mãos da princesa Isabel eram muito abençoadas, porque ela havia assinado a "Lei Áurea".

Até a minha infância, comemorava-se o dia 13 de Maio, dia que foi assinada a Lei Áurea pela princesa Isabel, filha de Dom Pedro II. Mas com o passar do tempo, não ouvia falar mais deles. Como vocês sabem, coisas que não se cultivam, acabam esquecidas. 

Mas se fala tanto da Família Real Britânica que decidi procurar um pouco sobre a Família Real Brasileira e sabem quem eu achei? Um gatinho imperial (tem vídeo dele no youtube)! Miau! Compartilhei com todas no Facebook no Dia Internacional das Meninas. 

Janeiro é férias, então quis aproveitar um pouco para conhecer a cidade de Pedro II: Petrópolis.

Eu admito: sou pobre 💸. Eu viajo de ônibus, trem, viação canelinha (pernas e pés) e promoção de voo. Quando é próximo, eu vou de ônibus. Quando é distante, eu fico pesquisando preço até achar uma promoção! Se não tem juros: cartão de crédito! 

Quanto a hospedagem, eu tenho três opções: pocilga, espelunca ou muquifo. Tradução: eu fico em albergue da juventude. Geralmente da rede HI, mas já fiquei em outros também. Vou ser sincera, abaixo do albergue da juventude eu não consigo. 

Petrópolis é um local que não tem praia, mas fica cerca de uma hora da cidade do Rio de Janeiro. 

A alta temporada é no inverno, mas aproveitei que teria de ir ao Rio de Janeiro para passar uns dias em Petrópolis antes. Amei! Recomendo demais!

Pontos turísticos:

0) Passaporte Cultural

Tem um Passaporte Cultural que fizeram para incentivar o turismo e é gratuito, mas não sei se ainda funciona. Tem informações neste site: Passaporte Cultural. Eu não fiz, porque não sabia.

1) A cidade

É como qualquer cidade brasileira, mas achei tranquila. Sou sempre cuidadosa, mas não sentia aquele estresse de ficar vigiando por onde andava para não ser assaltada. Foi tranquilo até demais. Lá tem várias lojas (Americanas, Boticário, Cacau Show, Mundo Verde, Casa do Biscoito, etc). Achei até um restaurante mais veg, mas a maioria dos produtos tinha açúcar. Como toda a cidade lá tem sacolão (fiz a festa para os lanches) e o Armazém  do Grão (supermercado) tem sucos baratos. Tem um bar (para quem curte um barzinho com amigos), o Casa D'Ângelo, que só ficava cheio.



Tinha um casal do Rio de Janeiro que me alertaram que onde eles moram somente os traficantes ficam na praça. Muito tranquilo aqui, desejo que continue assim. 

Comprei um filtro "estrela 6" do Mercado Livre, produto de origem indefinida. 😁
  
Show gratuito de rock nacional com "Food Truck" e cerveja artesanal.
Homenagem a um morador ilustre: Santos Dumont!

Isso não é arte! Não gostei! Nas rochas do Parque Nacional da Serra dos Órgãos tem muito! Argh!

2) Parque Nacional da Serra dos Órgãos

No verão é tempo de chuvas, mas geralmente ao entardecer. Então, aproveitei o dia ensolarado para ir ao Parque Nacional da Serra dos Órgãos. A entrada é paga de acordo com a trilha que você escolhe. Recomendo levar lanches leves, água, boné, repelente. Fiz a trilha moderada, que vai até a Cachoeira "Véu da Noiva". Amei! Fiquei cansada e tirei muitas fotos. As trilhas leves e moderadas tem caminho demarcado, não necessitando de guias, mas a trilha (travessia) de Petrópolis para Teresópolis é importante a contratação do guia, pois é mais perigoso. O site Parnaso tem mais informações. Site da ICMBIO da ParqueNão alimente os animais ou deixe lixo (inclusive casca de frutas) no caminho!

Caso não esteja tão animada, o Parque Municipal de Petrópolis também tem uma trilha pequena, de fácil acesso e gratuita.


Parque Nacional da Serra dos Órgãos
Parque Nacional da Serra dos Órgãos
Sabe qual é o nome do filme? Encurralado.
Parque Nacional da Serra dos Òrgãos.

Eu fiz o passeio de tênis (Vegano Shoes), mas vi muita gente usando chinelo (nas trilhas leves e moderadas).
Cachoeira Véu da Noiva, Parque Nacional Serra dos Órgãos, Petrópolis, RJ.
Cachoeira Véu da Noiva, Parque Nacional da Serra dos Órgãos, Petrópolis, RJ.

Parque Municipal de Petrópolis. Se vocês vissem a minha postura na hora do clique, iriam morrer de rir. 

3) Museu Imperial

Fiquei surpresa com o museu! Estavam cuidando até do chão: você precisa usar um sapatinho especial antes de entrar. A entrada é paga, mas tem opção especial para você ter acesso ao Sarau Imperial e ao Espetáculo Som & Luz (fica mais barato o combo com os três ingressos). Fui ao três e recomendo. O Sarau é um humor leve, pois as atrizes interagem com o público. Eu gostei muito. Você pode visitar o museu sozinha ou ir com algum guia. O site Museu Imperial tem mais informações.  

As terras foram adquiridas por Dom Pedro I e herdadas por Dom Pedro II que construiu um Palácio de verão (demorou 17 anos para ficar pronta). O estilo é neoclássico. O local já funcionou como escola quando a família imperial foi banida do Brasil.


Jardim do Museu Imperial. Espetáculo Som & Luz.

Espetáculo Som & Luz (e um pouco de água). 

Espetáculo Som & Luz.

4) Catedral de São Pedro de Alcântara

A construção é bonita (estilo neogótico). Lá tem os restos mortais de Dom Pedro II, Dona Teresa e Dona Isabel. Além da visitação, assisti uma missa. Também tem site para informações: Catedral de Petrópolis. Vale a pena ir também a Igreja Luterana que é próxima a catedral (o livro de canto deles tem as partituras, e eles tocam com mais frequência o órgão durante os cultos).



Acordei cedo no domingo para participar de uma missa na Catedral de São Pedro de Alcântara.

Miniatura da Igreja Luterana de Petrópolis.
5) Casa Santos Dumont 

Era a casa de verão de Santos Dumont, o Pai da Aviação. É toda especial, foi feita ao gosto e com ideias dele, mas teve ajuda de um amigo arquiteto. Tem até um presente da Princesa Isabel que ele recebeu. Ele é genial!


Miniatura da Casa Santos Dumont 

Aprendendo com Santos Dumont a começar sempre com o pé direito!

6) Casa da Ipiranga, mais conhecida como Casa dos Sete Erros

Muitas casas antigas sofreram alterações e essa foi uma das poucas que os herdeiros conseguiram cuidar. O proprietário, um dos herdeiros e também músico, apresenta a casa ao visitante. É muito bonita. O proprietário, José Tavares Guerra, conseguiu estudar no Eton College (colégio para meninos com mais de 500 anos de tradição) e depois viajou para vários países. Consequentemente, ele conseguiu repercutir essas vivências na construção da sua casa. 


Casa da Ipiranga. A foto em Raw ficou mais bonita. 

Casa muito linda!

7) Palácio de Cristal

Seria um presente do Conde D'Eu para Princesa Isabel.


Parece estufa da botânica.
8) Palácio Rio Negro - Palácio dos Presidentes

Eu tive uma leve impressão que até o período da Ditadura Militar, cada presidente que se hospedou por lá quis deixar alguma marca registrada de sua presença. Sofreu tantas alterações... mas é bom conhecer para perceber o que acontece quando não se tem um IPHAN.


Esconderam a pintura original. Mas aos poucos está aparecendo.

9) Palácio Quintandinha

O lugar é incrível. Era um hotel cassino de Joaquim Rolla, na época que os cassinos eram liberados. Até hoje não entendo porque não pode ter cassino no Brasil. É pago e você pode fazer o passeio sozinho ou esperar o guia, aliás muito informativo e gentil. Olha o site: Sesc Quintandinha.





10) Museu de Cera

Não é grande, mas achei que fizeram boas réplicas. O site: Museu de Cera Petrópolis.


Ao lado de um gênio brasileiro: Santos Dumont!
11) Itaipava e outras Cervejarias

Eu não visitei Itaipava, mas fui a Cervejaria Bohemia. Não pude aproveitar tanto, pois por causa de medicação eu não posso consumir álcool. Tem degustação de cerveja, se você gosta de 🍺, vai amar. Eu gostei da última cerveja, mas não tem para comprar... 😁 ... experimentar um pouco não mata! O site da Cervejaria Bohemia.



12) Rua Teresa

Não levei tão a sério quando algumas pessoas me falaram que as roupas lá eram mais baratas. Comprei uma camisa por aproximadamente R$20,00 e no Rio achei por R$40,00. Aproveitei. Recomendo demais poderosas! Talvez mude minha opinião quando for ao Brás, São Paulo. Eles também tem site: Rua Teresa. Mas não fiquei presa somente a esse local, comprei uma blusa de viscose na Loja Shx por R$11,99 (fresca para o verão, mas só uma serviu. Meleca!) e uma saia longa por (R$39,99 errei) R$29,99 numa loja que nem sei o nome, mas não eram na rua Teresa.


Poderosas: a blusa custou R$20,00 (Janeiro/2018)!
13) Trono de Fátima

É o local onde tem uma homenagem a Nossa Senhora de Fátima com vista para o centro histórico de Petrópolis. Como chovia toda tarde, eu não fui. Queria um tempo limpo para tirar fotos na hora mágica (por do Sol).  


Eu fui em um monte de supermercado procurando coisas típicas. A população originária era indígena, os índios coroados, depois vieram os brancos e afros. Nosso país tem miscigenação, e é possível encontrar isso na culinária. Não achei nada exótico, diferente. Só algumas comidas alemãs e coisas comerciais (arroz, feijão, batata inglesa, pão de queijo, empada, tapioca, leite, café, café, café...). Pensei que iria encontrar algo como um bolo meio "branco e africano" ou "branco e indígena"... não achei nada. Mas a banana caturra chama banana d'água; e a banana dedo de moça chama banana d'ouro. Apesar de tudo, eu senti que havia uma preocupação de deixar ou continuar "um legado", o que não é muito visível em alguns momentos da república. Sobre o laudêmio, a taxa que descendentes da família real recebem pela venda de imóvel está mais explicado aqui. E fique claro que o laudêmio é previsto em lei para outros casos também (não é exclusividade da família real brasileira). 


Trouxe uma lembrança para minha amiga (a que dizia que mãos da princesa Isabel era abençoadas):

Marcador de livro.
No site da cidade eles trazem informações agrupadas por circuitos turísticos (temáticos). Veja: Petrópolis.RJ

Tchau Petrópolis!
Bom passeio e aproveita a vida!

Tudo de bom,

Carla

Nenhum comentário:

Postar um comentário