segunda-feira, 27 de junho de 2016

Bolo Souza Leão e massa puba (carimã)

Olá,

Eu assisti a um programa do Bake off Brasil que mostrava o Bolo Souza Leão (sem glúten).

Bolo Souza Leão.


Este bolo é feito da massa de mandioca fermentada (puba ou carimã), herança indígena/nativos das Américas.

Procurei saber como se faz essa puba e a maioria ensina errado. Mas tem um vídeo de uma menina, a Catherine B., que ensina mais correto:


Em muitas receitas de puba/carimã ensinam trocar a água. Não é para trocar a água. Foi isso que me ensinaram errado. E o cheiro é desagradável mesmo. São 7 ou mais dias (precisei de mais por causa do inverno) fermentando, em recipiente fechado. Depois tem que ralar (eu triturei no liquidificador), colocar no saco de pano limpo e lavar várias vezes em água, até sair o cheiro. A massa puba/carimã está pronta.

Ensinaram que para fermentar a mandioca, tinha que trocar a água todos os 7 dias. Não precisa trocar a água. Tem que tampar para o cheiro não espalhar.

Não quis jogar fora, eu continuei em outra vasilha. Mas cortei os pedaços de mandioca em partes menores.

Dá para sentir o cheiro pelo buraco.



Coando a puba, depois fiz a lavagem.

Durante a lavagem.

Quando vi nas receitas 1 quilo de mandioca para fazer puba, eu achei muito. Mas se perde um pouco durante o processo de lavagem. Fazer a lavagem em sacos de algodão é mais fácil.
A receita antiga de Bolo Souza Leão ganhava 24 ovos. Sobremesas portugueses levam muitos ovos. O que eu não sei dizer é se o Bolo Souza Leão é uma versão brasileira de algum bolo português ou versão portuguesa de um bolo indígena. Mas decidi fazer uma versão mais moderna com linhaça.  

Bolo Souza Leão Experimental - se você comer e morrer, a culpa é sua!

3 xícaras de massa puba
1 xícara de de leite de coco
4 colheres de sopa de linhaça triturada e hidratada
4 colheres de lecitina de soja
1 pitada de sal
50 gramas de óleo de coco virgem
1 xícara de água
1/2 xícara de adoçante e 1/2 xícara de açúcar mascavo
50 gramas de coco (opcional)

Linhaça triturada hidratada.
Decidi usar a lecitina de soja e a açúcar mascavo para amarelar o bolo, pois não haveria ovo. Usei o óleo de coco no lugar da manteiga. Esqueci da pitada de sal (serve para realçar o sabor). ;-) E saiba que você não precisa de muito açúcar para ser feliz, por isso coloquei uma parte de adoçante.

Modo de preparo:

Misture a puba, linhaça triturada e hidratada, lecitina de soja e o leite de coco. Reserve. Em uma panela misture a água fria, o adoçante e açúcar mascavo. Essa parte foi meio louca. O vídeo do Bake Off Brasil fala para você esquecer a água com açúcar, mas na verdade a moça só quer dá um alerta de "vai demorar". O problema é que eu esqueci mesmo. E quando fui olhar o ponto, queimei me dedo.

Além de demorar, não fui esperta e fiquei muito preocupada com a fotografia do que a calda.

Eu não sei se por causa que errei o ponto da calda, mas o óleo não se misturou bem.

A cozinha sempre deixando marcas em meu coração.
Misture a parte reservada da puba (puba, linhaça triturada e hidratada, lecitina de soja e o leite de coco) e a calda. A receita original pede para peneirar três vezes. Eu só fiz uma vez.

Passando na peneira para retirar as impurezas.
Untar uma forma (eu uso óleo de coco e farinha de arroz) e ponha para assar em temperatura média durante 30 minutos. Terá aspecto de pudim. Alguns colocam o coco como enfeite em cima do bolo outros como ingrediente do bolo. 

Para o Bake Off Brasil eu seria reprovada pela aparência, mas o sabor ficou bom. Se eu fizer novamente, eu mostro fotos aqui. Amarelou demais, ficou marrom.
Eu quero ainda provar a receita original lá em Recife/Pernambuco para comparar se o meu bolo ficou bom.


Tchau,

Carla

domingo, 26 de junho de 2016

Sopa abóbora com espinafre Madá - Mãe Terra

Olá,

Eu gosto de sopa. Nesse inverno é bom sopa.

Eu comprei uma sopa cremosa da Mãe Terra. É fácil e rápido de fazer.

Está na embalagem: "Madá é a primeira sopa instantânea realmente natural! Feita com ingredientes selecionados + quinua +linhaça, uma opção prática e deliciosa para um lanchinho. Sem lactose, nem pós artificiais."



Ingredientes: farinha de arroz integral, fécula de batata, abóbora, batata, sal moído, amido, azeite extra virgem, espessante goma guar, cebola, quinua orgânica, extrato de levedura, espinafre, linhaça moída, alho, corante urucum, açúcar demerara, aroma natural de cebola, aroma natural de sal e salsa. CONTÉM GLÚTEN, pois passa por máquina que processa alimentos com glúten.







A foto ia fica mais bonita seu eu tivesse colocado algumas ervas verdes picadas.

Eu compro essas sopas industrializadas e reservo para os dias que estou muito cansada. 

Tchau,

Carla

quarta-feira, 22 de junho de 2016

A Onça pintada e as Olimpíadas 2016


Olá,

O Brasil tem problemas com muitas coisas. Mas em crise política e econômica esses problemas ficam mais acentuados.

As Olimpíadas 2016 já estão aí.

Eu vi a reportagem da onça pintada (jaguar) que teve de ser morta por causa do mal planejamento da exposição da Tocha Olímpica.


Tem vários canais de televisão que expõem esses eventos o dia inteiro.

Muitos países ainda são famosos pelo turismo sexual. Isso inclui o Brasil.

Exploração sexual infantil ainda é realidade no Brasil
Os responsáveis estão trabalhando para mostrar coisas boas de todas as regiões do Brasil. O vídeo abaixo mostra uma homenagem ao Rei do Baião (Luiz Gonzaga, cantor nordestino):


A violência, estupros coletivos e crises chocam muito a sociedade.

Eu não acho que o Exército Brasileiro ou o Comitê Olímpico foram mal intencionados ao mostrarem a onça. Eles queriam mostrar um lado mais positivo do Brasil (e incentiva o turismo local - é a Floresta Amazônica) e não planejaram bem. Para quem ainda não sabe do que eu estou falando:

A onça foi morta com um tiro de pistola após escapar durante transição de jaula. Apesar do uso de dardos tranquilizantes, o animal ainda avançou sobre um dos veterinários e acabou sendo abatido, de acordo com o Exército.
O Exército informou também que o problema envolvendo a onça ocorreu quando o espaço estava fechado para visitação e ocorreu após a solenidade do revezamento. O CMA também rebate afirmações de que Juma estaria estressada por conta da movimentação no local.
A organização dos Jogos Olímpicos Rio 2016 se pronunciou na terça-feira (21) sobre a morte da onça Juma. "Erramos ao permitir que a Tocha Olímpica, símbolo da paz e da união entre os povos, fosse exibida ao lado de um animal selvagem acorrentado", admitiu o comitê.
Erramos ao permitir que a Tocha Olímpica, símbolo da paz e da união entre os povos, fosse exibida ao lado de um animal selvagem acorrentado. Essa cena contraria nossas crenças e valores.Estamos muito tristes com o desfecho que se deu após a passagem da tocha. Garantimos que não veremos mais situações assim nos Jogos Rio 2016.” Clique para ler a reportagem em português e inglês.

Ela é muito linda!
Eu não consigo pensar em coisas negativas quando eu vejo uma onça. E o que você pensa quando vê um bumbum brasileiro numa capa de revista?

Os segredos da mulher brasileira


Brazilian Butt. Muitas pessoas se sentem incomodas com a exposição da mulher como objeto.
Tchau,

Carla

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
27 de junho de 2016
Essa semana a Tocha Olímpica estará nas mãos de etnias indígenas (nativos) de Dourados/Mato Grosso do Sul. Clique e leia mais.
Não menção se irá até uma área quilombola (refúgio de escravos africanos). 
Eu só achei estranho terem chamado uma participante do Big Brother. Mas se é o que vende no Brasil, é a característica do Brasil. O reality show Big Brother tem muita audiência no Brasil.

domingo, 19 de junho de 2016

Esmalte Cobra Coral da Surya Brasil

Olá,

Eu gosto de passar esmalte nas unhas. Mesmo no outono/inverno, eu gosto de esmaltes de tons claros.

No ano passado, a Surya Brasil lançou a linha de esmaltes veganos com tampas ecologicamente correta (ecofriendly). 

A linha se chama: "Exotic Animals". São 18 esmaltes (incluindo base e extra brilho) e um óleo secante. Está escrito no site:



"A coleção de esmaltes Exotic Animals foi buscar inspiração nas cores da natureza para deixar suas unhas muito mais bonitas e saudáveis. São cores com brilhos e tonalidades vibrantes, cada uma dedicada a um animal exótico da fauna de diferentes cantos do mundo."

Eu consegui um para experimentar:



A tampa ecológica feita de bambu.


Os esmaltes são 7 free (livres de cânfora, DBF, formaldeído, parabenos, toluenos e ingredientes animais)

Este não estava com a tampa boa. Já veio assim, mas não atrapalhou para fechar.

Os esmaltes não acompanham esferas de inox (facilita na hora de mistura).

O pincel reto (fino) facilita na hora de passar.




Cobra-coral é uma serpente de pequeno porte que vive nas Américas. Apesar de diminuta, possui um veneno bastante tóxico, utilizado para defesa. Ela traz à linha de esmaltes da Surya Brasil a cor intensa de suas escamas.

Ingredientes: Butyl Acetate, Ethyl Acetate, Nitrocellulose, Tosylamide/Epoxy Resin, Alcohol, Tributyl Citrate, Stearalkonium Hectorite, Solum Diatomeae, Isopropyl Alcohol, Lecithin, Maleic Acid, Benzophenone-2, CI19140, CI15850, CI77891, CI77491.


Tem vários tons de alaranjado. É só um comparativo para mostrar que não é tão laranja quanto a casca da mexerica e nem tão vermelho quanto o pano (vermelho com bolinhas brancas). É que não tem equilíbrio de branco na minha câmera (T3i Canon).
Opinião: A cor é bonita e achei a ideia dos nomes se referindo a animais muito boa. Combina com qualquer estação no Brasil, principalmente o verão. O pincel achatado (fino) facilita na momento de usar. O esmalte é mais caro, mas está relacionado a uma causa ambiental. É um consumo mais consciente. Infelizmente não acompanha as famosas esferas de inox. Mas eu já tenho alguns em casa, eu coloquei. Eu passei duas camadas de esmalte.


A Surya Brasil mescla umas coisas do Brasil com a Índia. Fica tudo muito legal e sustentável.


Esses dias está passando um especial do Olivier Anquier  (chef francês) que ele viaja pela culinária da Índia e Tailândia. Ele fez um curry com palmito pupunha assado na folha de bananeira. Parece delícia. O difícil é achar palmito pupunha fresco para comprar.

Pasta de curry com palmito pupunha fresco assado em folha de bananeira.
Tchau,

Carla

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Mousse de abacate com cacau no prato

Olá,

Eu gosto muito de ficar lendo receitas na internet.

Chocolate, Sobremesa, Mousse De

Esse mousse é servido gelado. No Brasil estamos no inverno. Está gelado para mim. Tirando a camisa xadrez do armário e muito sertanejo universitário para ajudar:



Eu fiz minha versão sem geladeira (alimentos muito gelados inflamam minha garganta) e sem capricho (para não dá preguiça de preparo).

Mousse de cacau no prato

Vantagens: Vegano. Sem lactose. Rico em fibras e antioxidantes (vitamina E e flavonóides). 

1 colher de sopa rasa de cacau 
1/2 polpa de abacate maduro (rico em vitamina E)
Adoçante ou melado 

Amasse o abacate com o garfo. Misture o cacau. Adoce a gosto. 

Opinião: Acho uma delícia. Mas a quantidade de cacau varia de acordo com o meu humor: tem dia que dá vontade de comer muito cacau.




Delícia. Pode colocar morango picado.
Tudo de bom a sua pessoa,

Carla