domingo, 17 de maio de 2015

Fotografia de viagem (série Guia de campo) - Michael Freeman

Olá,

Ultimamente eu tenho achado a minha vida muito chata. Então, eu fico procurando coisas divertidas para fazer

Mundo em crise é isso, precisamos de equipamentos, mas onde está o dinheiro... oh vida chata!


Eu falei que o nosso universo é mais bonito que o das celebridades e enjoei.

Nosso universo!
Decidi ler um livro. Consegui  o livro Fotografia de Viagem - Guia de Campo. Michael Freeman, autor do livro, é um fotógrafo britânico que se especializou em viagens, arquitetura e arte asiática. Já trabalhou para a National Geographic.

Série Guia de Campo: Fotografia de Viagem

Eu gostei do livro. Dá várias dicas (uso da luz, cuidados com equipamentos, etc) para você fotografar sua viagem com capricho.


Algumas dicas do livro.



Dependendo da sua viagem é bom ter um GPS ou bússola. 
O livro dá algumas dicas importantes como o planejamento e equipamentos da viagem e fotografia, mas não aborda muito sobre segurança (do equipamento e sua). 

É bom você está atento ao clima. Um colega foi acampar na Serra do Cipó e choveu, choveu, choveu, choveu, choveu, choveu... 

Cachoeira, Serra do Cipó.

Caso você viaje sozinho, é bom você avisar os seus familiares. Em caso extremo, eu recomendo você avisar os seus amigos. 

Uma vez eu viajei pelo sul do Brasil, mas eu falei o roteiro da minha viagem. Só que eu não imaginei que a minha família fosse vasculhar os endereços no Google. O problema é que meus familiares acharam que uma das cidades pertencia a outro país. E eu não falei que ia para outro país... mas eu não ia mesmo. 

São Miguel das Missões/RS
Um colega fez uma travessia a pé pelos Lençóis Maranhenses durante vários dias e sozinho. Ele contou para a família que iria para a praia tomar água de coco com os amigos. Neste caso, eu recomendo você comprar um GPS e avisar seus amigos. Mas avisa para eles não entrarem em contato com sua família... só em caso de necessidade... cuidado para as respostas dadas a perguntas repetitivas que de certa forma rodeiam algo...

Lençóis Maranhenses.
Tchau,

Carla