segunda-feira, 22 de abril de 2013

Óleo de banho e massagem de pequi da Amazônia Viva

Olá,

Já tinha ouvido falar na empresa Du Plessis por meio de um site de cosméticos, mas não associei com o produto assim que comprei.

Fiquei interessada por 3 motivos:
  1. estava em promoção,
  2. é um fruto (pequi) da região das Minas Gerais (cerrado),
  3. e eu nunca tinha usado um óleo corporal sem óleo mineral (parafina).
Já tinha usado óleo corporal com óleo mineral e eles emplastam a pele. A pele fica grudenta e o cheiro é meio falso, não é perfume, é aquele que impregna no nariz. Já tive um de uva da Ideal, argh, eca. Horrível. 

ÓLEO DE BANHO E MASSAGEM DE PEQUI – 200 mL – AMAZÔNIA VIVA

Ingredientes: Prunus amygdalus dulcis oil; Caprylic/Capric triglyceride; Passiflora edulis seed oil and Passiflora incarnate seed oil; Bertholletia excelsa seed oil; Caryocar brasiliense fruit oil; Tocopherol acetate; Fragrance/Parfum; Benzotriazolyl dodecyl p-cresol, BHT.

Na caixa do produto vem escrito assim:
  1. Produtos com ativos exclusivamente botânicos ou minerais.
  2. Produtos com alta concentração de ativos da Amazônia 100% renováveis.
  3. Sem matérias primas derivadas do petróleo.
  4. Sem matérias primas de origem animal.
  5. Não atestado em animal.
  6. Sem adição de corantes.


Olha o meu óleo  já acabando.
Vem escrito em francês também.
  
Tem um perfuminho gostoso e é bem agradável de usar após o banho. Aliás, a melhor hidratação de pele é após o banho, pois é quando os poros da pele estão “mais abertos” e conseguem absorver mais o hidratante/óleo. 

Testei na pele e nem tinha tomado banho ainda.



Borrifada na pele.

Absorção com o tempo.
Na fórmula tem vitamina E, os óleos vegetais geralmente possuem, mas como a embalagem é plastica e transparente a vitamina E é acrescentada como uma proteção a mais para não dar aquele cheiro de ranço.

A maior parte de compostos é de origem vegetal, mas infelizmente o óleo não é feito com produtos de origem orgânica. Gostei demais.

Espero ter ajudado,


Abraços,


Carla


#vegan #pequi #amazoniaviva #blogtestandocomacarla